No ponto de vendas, nada é mais importante que o ambiente, pois é ele quem ajuda o cliente a decidir por permanecer por mais tempo na loja, comprar alguns itens não previstos inicialmente e até experimentar marcas que não esteja habituado a comprar.

Contudo, entre os principais itens do ambiente, as prateleiras são aquelas que devem ser priorizadas e estrategicamente pensadas para aumentar a receita de sua loja ou seu lucro. Neste post, vamos apresentar um passo a passo de tudo o que deve ser pensado ao se organizar uma prateleira de loja. Acompanhe!

Avalie seu espaço

Algumas áreas são estratégicas para a disposição das prateleiras. Vamos conhecê-las:

Área de transição

A entrada da loja é considerada a zona de transição, onde o cliente faz uma imersão no ambiente e recebe os primeiros estímulos de compra. Como 100% de seu público irá passar por ela, é bastante comum que itens promocionais sejam dispostos neste espaço. Um erro a ser evitado é a falta de reposição dos produtos ou de organização, pois podem transmitir a sensação de desorganização.

Área de pagamento

As prateleiras de loja que ficam próximas ao caixa são a última chance de aumentar o valor de compra do cliente. Por isso, itens que podem ser comprados por impulso, como os que têm preço baixo (chicletes, batons e outros) ou aqueles que possuem edição limitada, normalmente são oferecidos neste local.

Corredores

Se você identifica que existem áreas ou corredores que os clientes praticamente ignoram em sua loja, então pense em colocar os itens mais procurados bem próximos a elas. Dessa forma, você força o cliente a observar algo que antes era esquecido.

Cuidado com alguns espaços

Estudos indicam que os consumidores dificilmente param para ver os produtos que estão nas extremidades da prateleira, ou seja, aqueles localizados a até 40 centímetros das pontas. Esse comportamento é bastante comum em supermercados, onde normalmente vemos pessoas deixando o carrinho no meio do corredor e voltando para encontrar itens que estão no início dele.

Colocar produtos que sejam anunciados em meios de comunicação ou grandes marcas nestas extremidades podem ajudar na circulação pelos corredores de sua loja. Logo, o primeiro passo é analisar como esses espaços de sua loja podem melhorar o faturamento com cada visitante.

Disponha os produtos de forma a valorizá-los

Os espaços mais nobres das prateleiras de loja são aqueles que ficam na mesma altura dos olhos das pessoas — entre 1,30 e 1,70 metros do chão —, e no centro das prateleiras, como vimos acima. Logo, os produtos mais procurados devem ser colocados nessa área, não é mesmo?

Na verdade, não! Essa deve ser a área disponibilizada para os produtos concorrentes das grandes marcas ou por aqueles que oferecem maior lucro para a sua empresa. A estratégia mais comum é colocar produtos iguais, que são concorrentes, mas que possuem menor procura, nas áreas mais nobres, enquanto os produtos que são mais procurados ficam nas regiões inferiores da prateleira. Dessa forma, sua loja faz um convite sutil para que o cliente experimente novas marcas.

Pense nas necessidades de seus clientes

Há uma estratégia chamada cross marketing, muito utilizada na hora de organizar a prateleira de loja. Ela consiste em dispor os produtos que se relacionam bem próximos uns dos outros. Um exemplo seria colocar o macarrão, o queijo ralado e o molho em uma mesma prateleira ou corredor.

Outro exemplo é o que ocorre com as fraldas e as cervejas. Apesar de não estarem relacionadas, pesquisas indicam que o público que normalmente compra fraldas são homens e que há uma tendência de comprarem cervejas em suas visitas às lojas. Dessa forma, para melhorar sua experiência de consumo, muitos mercados colocam um produto próximo ao outro, facilitando que a pessoa se recorde de comprar ambos.

Por fim, há mais um grupo de clientes que precisa ser contemplado na organização de suas prateleiras: as crianças! Elas são fortes influenciadoras da decisão de compra de seus pais, por isso, se você oferece algo que seja atrativo a elas, a lógica a ser seguida na disposição dos produtos é inversa.

Os produtos que são mais procurados devem ser colocados na parte de baixo da prateleira, assim, elas podem alcançar e pegar os produtos. Já aqueles que possuem maior demanda e mais chances delas pedirem aos seus pais para pegarem, devem ficar dispostos na parte superior. Assim, elas poderão rever suas escolhas com base naquilo que podem tocar e visualizar com maior facilidade!

Acerte na segmentação

O último passo, mas não menos importante, é pensar no tipo de produto que você oferece. Se o que seu público procura ao comprar um produto em sua loja é a exclusividade e requinte, ter prateleiras cheias e com muitos produtos irá fazer com que ele desista da compra.

Por outro lado, se ele procura preços baixos e compra por quantidade, ofertar produtos semelhantes com pequenos detalhes diferentes — como cores, cheiros ou sabores — e enfatizar uma diminuição de preço na etiqueta do produto são as melhores estratégias para favorecer uma compra.

Conhecer bem seus clientes e entender o que acelera sua decisão de compra são os principais fatores para não errar no momento de organizar e dispor as prateleiras em sua loja. Mais até do que técnicas e pesquisas de mercado!

Utilize um sistema de gestão empresarial

A dica extra é utilizar um bom sistema de gestão empresarial para avaliar quais são os produtos que possuem maior demanda, os que oferecem uma margem de lucro superior para a sua empresa e aqueles que são comprados com maior frequência em conjunto — como no caso das fraldas e cervejas.

Desse modo, você conseguirá organizar suas prateleiras com base nas informações extraídas de cada um dos pontos de venda que sua empresa possui e modificar a estratégia de disposição dos produtos na prateleira de cada loja.

Agora que você já conhece os principais passos e dicas de como organizar prateleira de loja, experimente gratuitamente como um sistema de gestão pode apoiar essas decisões e aumentar suas vendas ao oferecer dados confiáveis sobre seu ponto de vendas!

Curta nossa página no Facebook e receba outras dicas semelhantes a essas, que podem te ajudar a aumentar suas vendas e o faturamento de sua empresa!