Erros estes que devem ser evitados

A falta de planejamento, em vários aspectos do negócio, e até mesmo a falta de controle emocional dos empreendedores podem induzi-los a erros que resultam em uma má gestão e que podem, inclusive, comprometer o futuro da empresa.

No post de hoje, vamos falar sobre alguns erros bem comuns, mas que devem ser evitados a todo custo. Quer saber quais são eles? Então confira agora mesmo!

1. Desfazer-se do planejamento estratégico

O plano estratégico é o documento formalizado que norteia os empreendedores a respeito dos objetivos da empresa e sobre o que deve ser feito para que eles sejam alcançados. Ele é primordial quando a empresa está no início; entretanto, deve ser revisado de tempos em tempos ou sempre que houver alguma alteração nos fatos apontados.

Sem o planejamento estratégico, os empreendedores sabem que a empresa está operando, mas não são capazes de afirmar se os resultados são bons ou não.

2. Deixar de analisar o mercado

O conhecimento sobre o mercado e suas condições é fundamental para que os empreendedores possam tomar decisões assertivas e aprimorar seus resultados. Ao avaliar o mercado, além de analisar as questões econômicas, é preciso também analisar os clientes, os concorrentes e os parceiros de negócios. Ou seja, em vez de observar apenas as ações dos concorrentes e esperar que isso seja suficiente para melhorar a gestão, é preciso buscar formas de melhorar o relacionamento com os clientes e estreitar a relação com os fornecedores.

3. Negligenciar a necessidade de capital de giro

O capital de giro é essencial para que os empreendedores consigam honrar com os compromissos da empresa – como pagamento de aluguel e aquisição de estoques, por exemplo. Contudo, a necessidade desse capital deve ser avaliada com cuidado, mesmo que as vendas em determinado período estejam em alta, visto que não é incomum deixar de planejar os pagamentos que serão realizados a prazo – contabilizando-os como se fossem feitos de uma só vez e prejudicando a gestão financeira e a disponibilidade de capital futuro.

4. Não separar as finanças da empresa das finanças pessoais

Encontrar empreendedores que utilizam as finanças da empresa para cumprir com seus compromissos pessoais é mais comum do que se imagina. Em longo prazo, essa prática pode prejudicar seriamente a saúde financeira da empresa, comprometendo até mesmo os pagamentos que precisam ser realizados por ela.

5. Não divulgar a empresa corretamente

A falta de divulgação ou uma divulgação inadequada podem prejudicar acaptação de novos clientes e a retenção deles. Se por um lado a falta de divulgação não traz visibilidade para o negócio, por outro, supervalorizar os produtos e/ou serviços, oferecendo mais do que pode cumprir, acaba comprometendo a confiança dos clientes e manchando a reputação da empresa no mercado.

6. Ser um empreendedor inseguro

Incertezas são bem comuns entre empreendedores. Porém, quando essa insegurança passa a se manifestar através do desespero, algumas decisões equivocadas são tomadas, causando a impressão de instabilidade entre os colaboradores. Essa insegurança se reflete na confiança que os funcionários possuem na empresa e na qualidade dos produtos e/ou serviços prestados.

7. Manter gastos desnecessários

Principalmente em tempos de crise, os gastos devem ser criteriosamente avaliados e limitados, evitando ao máximo os desperdícios. Logo, manter a empresa em uma localização privilegiada sem necessidade e investir em novas máquinas, por exemplo, são alguns dos gastos que devem ser analisados, bem como sua real necessidade. Nesse caso, os empreendedores precisam se manter realistas e avaliar se as vendas são capazes de cobrir esses custos sem comprometer a lucratividade e a rentabilidadedo negócio.

8. Não controlar indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho funcionam como um “retrato” fiel das atividades e dos resultados que elas proporcionam. São eles que fornecem uma base sólida e confiável a respeito dos processos, para que os empreendedores possam tomar decisões assertivas. Portanto, deixar de controlá-los pode significar decisões equivocadas posteriormente.

Esses são alguns dos principais erros que os empreendedores devem evitar em sua gestão, garantindo que a empresa opere com bons resultados e com máxima eficiência.